sexta-feira, 29 de abril de 2011

Eu e Minha Casa (André Valadão)

Quero consagrar meu lar a Ti
O nosso futuro para Te servir
Com toda minha força e entendimento
Quero dedicar o meu lar a Ti
Eu e minha casa serviremos a Deus
Com alegria
Será abençoada minha descendência
Frutificará à Sua presença
Com um bom perfume meus filhos irão
Perfumar todas as nações.

Composição : André Valadão

Te Agradeço (Kleber Lucas)

Eu te agradeço, Deus
Por se lembrar de mim, e pelo teu favor
E o que me faz crescer;
Eu vivo pela fé, e não vacilo;
Eu não paro, eu não desisto,
Eu sou de Deus, eu sou de Cristo.
Eu te agradeço, Deus
Por se lembrar de mim, e pelo teu favor
E o que me faz crescer;
Eu vivo pela fé, e não vacilo;
Eu não paro, eu não desisto,
Eu sou de Deus, eu sou de Cristo.
Você mudou a minha história
E fez o que ninguém podia imaginar
Você acreditou e isso é tudo
Só vivo pra você
Não sou do mundo,não.
A honra, a glória, a força
O louvor a Deus
E o levantar das minhas mãos
É pra dizer que te pertenço, Deus.
Eu te agradeço, Deus
Que no deserto não me deixou morrer
E nem desanimar
E como aquela mãe, que não desiste
você não se esqueceu, você insiste...
Você mudou a minha história
E fez o que ninguém podia imaginar
Você acreditou e isso é tudo
Só vivo pra você
Não sou do mundo,não.
A honra, a glória, a força
O louvor a Deus
E o levantar das minhas mãos
É pra dizer que te pertenço, Deus.
Oh, oh, oh ,oh, oh, oh, oh, oh, oh....
Você mudou a minha história
E fez o que ninguém podia imaginar
Você acreditou e isso é tudo
Só vivo pra você
Não sou do mundo,não.
A honra, a glória, a força
O louvor a Deus
E o levantar das minhas mãos
É pra dizer que te pertenço, Deus.(2x)


Composição : Kleber Lucas

Vai Dar Tudo Certo (waldecy Aguiar)

Se a gente colocar a nossa fé em ação
E confiarmos e orarmos a Deus
Deus ouve e responde, e dá tudo certo

Vai dar tudo certo
Se a gente colocar a nossa fé em ação
Vai dar tudo certo

Sei que a vida não é só de momentos bons
É, há tempos difíceis; A vida é mesmo assim
Mais se a gente colocar a nossa fé em ação
Vai dar tudo certo.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Seja feliz hoje (Cristina torres)

Hoje  acordei feliz pela confiança do Senhor em me proporcionar perdoar e ser perdoada pelas pessoas a minha volta,mas, por um motivo comum ou por que não dizer “motivo perecível” uma vez que tudo enquanto tem possibilidade de ser reparado é compreensivo e aceitável e outra, as vezes tem situações que acontecem conosco que são irreversíveis e ainda assim temos que aceitar e buscar forças em Deus  para iniciar uma nova história.
         Algumas situações que acontecem conosco, nos deixando assim como estou agora: triste, com sensação de pequinês,  achando que não vale a pena trabalhar, que não sou uma pessoa legal,  que não vale a pena AMAR. Estas situações são verdadeiras avalanches  para nosso ego e se não tivermos temor a Deus corremos o risco eminente  de nos tornarmos pessoas depressivas, mal humoradas e sem amor ao próximo.
É preciso levantar de onde estamos  ir até o espelho e dizer para nós mesmos:  você é  especial  quem te deu a vida destruiu a forma não fez outra igual, você nasceu para ser vencedora e nada ira me  abater,  meus  sonhos não serão frustrados, o melhor de Deus para minha  vida ainda está por vir, toda sorte de bênçãos o Senhor preparou para mim , sou propriedade exclusiva de Jesus e ai de quem tocar em um só cabelo meu,pois sou a menina dos olhos de Deus.
Depois de tudo isso, até meu coração que estava triste, está alegre agora pois, a certeza que Deus tem o melhor para nós é a coroação de um dia bem vivido onde  a paz, a sensibilidade, o carinho e o AMOR pode sim vencer qualquer obstáculo.

Pare de sofrer por coisas pequenas e seja feliz hoje!

Com desejo de vida,
Cristina Torres

terça-feira, 19 de abril de 2011

Estradas (Zé Geraldo)


Trago no meu peito ardendo em chamas
pés descalços sobre a lama
que cobriu nossos caminhos
Desconheço qualquer traço de esperança
que o abraço da lembrança
faça renascer sozinho
Esse corpo magro e mal-tratado
Esse cérebro calejado
quer abrir os corações
E acabar de vez com a inquietude
que emudece a juventude
Que divide as gerações
Nós viemos juntos de outras eras
semeando primaveras
que não tardam florescer
Acumulando uma força invisível
num processo irreversível
pra não ser mais preciso ver
A calada da noite mostrando homens cabisbaixos
Caminhando sob o olhar perplexo da madrugada
Perguntando onde vão dar
os atalhos dessa nova era
Essa nova estrada
Essa estrada vai passar
pela Vila da Boa Esperança
Vai cruzar o Município dos Homens de Fé
Vai fazer da Certeza o seu Arraial
Na Cidade dos Jovens Sem Medo
vai fazer o seu ponto final

O Sono das Águas (Guimarães Rosa)


Há uma hora certa,
no meio da noite, uma hora morta,
em que a água dorme.
Todas as águas dormem:
no rio, na lagoa,
no açude, no brejão, nos olhos d’água,
nos grotões fundos
E quem ficar acordado,
na barranca, a noite inteira,
há de ouvir a cachoeira
parar a queda e o choro,
que a água foi dormir…
Águas claras, barrentas, sonolentas,
todas vão cochilar.
Dormem gotas, caudais, seivas das plantas,
fios brancos, torrentes.
O orvalho sonha
nas placas da folhagem
e adormece.
Até a água fervida,
nos copos de cabeceira dos agonizantes…
Mas nem todas dormem, nessa hora
de torpor líquido e inocente.
Muitos hão de estar vigiando,
e chorando, a noite toda,
porque a água dos olhos
nunca tem sono…

Solidão (Vinícius de Moraes)


Desesperança das desesperanças…
Última e triste luz de uma alma em treva…
- A vida é um sonho vão que a vida leva
Cheio de dores tristemente mansas.
- É mais belo o fulgor do céu que neva
Que os esplendores fortes das bonanças
Mais humano é o desejo que nos ceva
Que as gargalhadas claras das crianças.
Eu sigo o meu caminho incompreendido
Sem crença e sem amor, como um perdido
Na certeza cruel que nada importa.
Às vezes vem cantando um passarinho
Mas passa. E eu vou seguindo o meu caminho
Na tristeza sem fim de uma alma morta.

O Envelhecer ( Humberto de Campos)



Na manhã da existência, ouvindo o peito,
que previa teu vulto no caminho,
dentro em minha alma levantei teu ninho,
e, nesse ninho, preparei teu leito.
Desceu a tarde, e ainda me viu sozinho.
Murcham as flores, que, de leve, ajeito;
de novas rosas tua colcha enfeito,
e o travesseiro, novamente, alinho.
Cai, tristonho, o crepúsculo, na estrada.
Alongo os olhos, atirando um beijo
à forma vaga do teu corpo… E nada!
Recomponho as palavras que não disse.
E, apagando a candeia do Desejo,
adormeço na noite da Velhice.

VIVENCIAS E SENTIMENTOS: Escola da VIDA ( Cristina Torres)

VIVENCIAS E SENTIMENTOS: Escola da VIDA ( Cristina Torres)

Estrada da VIDA ( Cristina Torres)


               Na sábia e entendida estrada da vida temos a liberdade de aprender e ensinar; Aprender o que é bom e plausível para uma vivencia digna, como também o que é prejudicial aos nossos valores. Valores estes construídos ao longo do tempo por nossa conduta, nossa forma de ver e se posicionar ante as situações que nos são corriqueiramente apresentadas na longa e tortuosa estrada da vida.

              Na Estrada da Vida encontramos flores lindas, jardins de solidariedade e perseverança; também encontramos espinhos que nos arranham os pés atrapalhando nossa caminhada idealmente sonhada, os espinhos são de vários tamanhos e as vezes nos fere a alma com a intensidade do pecado, mas, a reflexão no que é ou não agradável a Deus nos remete a momentos de introspecção em que se mede andar na luz ou na escuridão do pecado.
             Na Estrada da Vida  podemos ver o canto dos pássaros, a brisa da manhã, o pôr do sol o sorriso de uma criança quando ganha um brinquedo, mas, podemos ver também a tristeza dos marginalizados pelo desenfreado consumo de drogas, dos  pais que não têm recurso para o tratamento do seu ente querido, da mãe que chora pelo filho que perdeu para a prostituição.
            O canto dos pássaros que embalam o sono matinal, a brisa da manhã que nos faz perceber logo cedo a grandiosidade do Senhor e o pôr do sol que se esconde ao entardecer é a razão pela qual devemos lutar na firme certeza de que a cada amanhecer podemos fazer a diferença na vida das pessoas que caminham conosco nesta estrada e as vezes não as percebemos.
              Na Estrada da Vida devemos ser o que tira as pedras do rancor, da angustia, da depressão, da falta de amor e da falta de Deus o coração daqueles que necessitam.
          Devemos ser cuidadosos na hora de tirar os espinhos cravados nas pessoas que se machucaram na intenção de que não fique seqüelas e se ficarem que sejam cicatrizes de reconhecimento de momentos que nunca mais serão reais em suas vidas.
           Para não ser atingidos pelas adversidades que povoam a nossa caminhada é preciso: cativar boas amizades, perdoar , ser útil, ser humilde, ser paciente, ser ponderado, otimista, perseverante e acima de todos esses princípios ter AMOR a Deus, pois só Ele dará um coração capaz de alocar tantas coisas boas que devemos ter.
Autora: Cristina Torres

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Sonhos (William Shakespeare)


Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem diga nem todas, só as de verão.
Mas no fundo isso não tem muita importância.
O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre.
Em todos os lugares, em todas as épocas do ano,
dormindo ou acordado.

CAIXINHA DE PROMESSAS